Políticas de privacidade e tratamento de dados pessoais

POLÍTICAS DE PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÃO

De acordo com o estabelecido na alínea k) do artigo 17 e na alínea f) do artigo 18 da Lei Orgânica 1581 de 2012, o artigo 13 do Decreto 1377 de 2013 e o artigo 11 do Decreto 886 de 2014, é obrigação da responsáveis ​​/ responsáveis ​​pelo processamento de dados pessoais adotam um manual interno de políticas e procedimentos para garantir a atenção das dúvidas e reclamações que seus usuários têm em relação ao tratamento dado a eles.

ARTIGO PRIMEIRO - OBJETO E ÂMBITO DE APLICAÇÃO:

Este documento é a política de processamento de informações do HOTEL 93 LUXURY SUITES E RESIDENCES que, como responsável pelo tratamento de informações e dados pessoais, em coordenação com sua equipe de colaboradores, que são responsáveis ​​pelo processamento de informações e dados. Pessoal, estão comprometidos com a conformidade com a lei e proteção de dados pessoais de seus clientes e contatos comerciais, que são informados sobre o tratamento ao qual seus dados pessoais são concedidos, levando em conta os princípios que regem o tratamento de informações em nosso companhia

ARTIGO DUTO - PRINCÍPIOS DO TRATAMENTO:

Os seguintes princípios são estritos para o responsável e os responsáveis ​​pelo processamento de dados pessoais, a fim de proteger e garantir a proteção efetiva dos dados coletados:
2.1. Fidelidade: Os dados recolhidos são alegados por meios legítimos e convencionais e, por qualquer motivo, podem ser recolhidos por meios fraudulentos.
2.2. Finalidade: Os dados coletados foram destinados única e exclusivamente para os propósitos estabelecidos no documento atual, e no caso de uma finalidade diferente ter sido previamente requerida.
2.3. Validade: Os dados pessoais serão mantidos e atualizados quando necessário para o cumprimento de sua finalidade, caso não seja necessário, seu cadastro será cancelado.
2.4. Armazenamento: Os dados coletados são armazenados em um banco de dados digital gerenciado pelos responsáveis ​​pelo processamento de informações e dados pessoais.
2.5. Compilação: é necessário coletar dados pessoais exigidos por lei e os necessários para cumprir o propósito estabelecido.
2.6. Informação: O proprietário foi informado sobre o tratamento, a eleição e a coleta de suas informações no momento da entrega e mostrou-o com sua assinatura no cartão de registro, sua autorização é concedida.
2.7. Consentimento: Uma vez que o cartão de registro é subscrito pelo proprietário, entende-se que sua coleção é autorizada e se trata de fazer menos do que o que é deixado de lado.
2.8. Segurança e Confidencialidade: Os dados coletados são armazenados nos bancos de dados sob rígidas medidas de segurança e confidencialidade e não podem estar sujeitos à transação, venda ou venda a varejo.

ARTIGO TRÊS - OBJETIVO:

Os dados e informações fornecidos foram coletados em um sistema de informação e foram denominados PIPE DRIVE e todas as informações foram utilizadas para os seguintes fins:
3.1. Propósitos comerciais diretamente relacionados à atividade de hospedagem e serviços complementares.
3.2. Planos de fidelização, marketing e vendas de futuros projetos da rede hoteleira.
3.3. Oferta de planos de alojamento e serviços complementares.
3.4. Envio de notícias e eventos da organização.
3.5. Os demais visavam o cumprimento dos fins e fins comerciais da empresa.

QUARTO ARTIGO - CONSENTIMENTO:

O hotel tomou uma decisão sobre a informação do proprietário da informação e a apresentação da presente política.
Após a inscrição no hotel
Com a conclusão de formulários e registros da web
Com a assinatura de contratos de arrendamento e operação
Com o uso ou a compra de qualquer um dos produtos ou serviços oferecidos

ARTIGO QUINTO - DIREITOS DO TITULAR DA INFORMAÇÃO:

O proprietário dos dados pessoais tem os seguintes direitos:
a) Aceder, conhecer, retificar e actualizar os seus dados pessoais em frente ao HOTEL, na sua qualidade de responsável pelo trabalho.
b) Receber informação do HOTEL, solicitação virtual, referente ao uso que foi dado aos seus dados pessoais.
c) comparecer perante as autoridades judiciais constituídas, especialmente perante a Superintendência da Indústria e do Comércio, e apresentar denúncias por infrações às disposições da legislação vigente nas normas, procedimentos de consulta ou solicitação ao controlador.
d) Modificar e revogar a autorização e / ou solicitar a supressão dos dados no processamento não respeitam os princípios, direitos e garantias constitucionais e legais em vigor.
e) Ter conhecimento e livre acesso aos seus dados pessoais que tenham sido objeto de tratamento. Consequentemente, o HOTEL assegurou o direito de consulta, proporcionando aos proprietários, todas as informações contidas no registro individual ou que estejam vinculadas à identificação do proprietário.

ARTIGO SEXTO: ATUALIZAÇÃO OU MODIFICAÇÃO:

Caso o proprietário da informação deseje, atualize, modifique ou apague as informações armazenadas no banco de dados, você pode contabilizá-lo pelos mesmos meios pelos quais ele foi fornecido. Esta supressão implica a eliminação total ou parcial de informações pessoais de acordo com o pedido do proprietário nos registros, arquivos, bancos de dados ou tratamentos realizados pelo hotel.
Essas políticas estão disponíveis para clientes, fornecedores, colaboradores, parentes e, em geral, qualquer pessoa que seja criada com sua assinatura ou aceitação por meio de, que autorize o processamento de seus dados pessoais. para os fins aqui fornecidos.